O romance da semi-fada

   
  "Amar é um dom. O dom de amar e deixar-se ser amado pelo outro."
           
  "Será que ela vai conseguir ou irá morrer pelas mãos de seu grande amor?"

       "O Jardim das Rosas Negras" foi o segundo livro que escrevi. Eu tinha por volta de 15 para 16 anos quando escrevi os primeiros capítulos.  O livro é um romance sobre uma semi-fada chamada Samantha. Ela é filha de uma fada e um demônio (Erus). Devido a seu lado obscuro muitos acham que Samantha trará grande tragédia para o pacífico reino das fadas. Uma perturbada e solitária profetiza profetizou que Samantha ajudaria seu pai a destruir o reino das fadas.
             Por volta de seus 13 anos a jovem semi-fada descobre possuir dupla-personalidade. Seu lado trevoso chama-se "Era", ela representa sua parte demoniaca herdada do seu pai. As duas lutam pelo domínio do corpo e da mente.  Certas vezes Era assume o comando do corpo que compartilha com Samantha e obriga a semi-fada a agir de modo cruel: " Ser dominado por uma força maior é algo terrível. Sentir como se outra pessoa o manipulasse é algo muito difícil de explicar... É como se você saísse de seu corpo ou ficasse preso em um lugar escuro enquanto seu lado mau domina seu corpo (...). Essa força tomou conta dela... Samantha sentiu-se poderosa, superior (...)"
       Há, porém, um modo de reverter o efeito catastrófico previsto pela estranha profetiza. Samantha conta com a ajuda de seus amigos para descobrir como evitar que Erus destrua o Reino das Fadas.

.

                    O romance já começa em tom tenso. Helena, mãe de Samantha, enfrenta dificuldades, pois Kaná e a corte das fadas insistem para ela aborte seu bebê. A Rainha das fadas, Elryn, interfere em defesa da sua irmã.  Quando Samantha nasce Kaná dá um "presente" à recém-nascida: o dom de falar somente a verdade. Desde então Samantha jamais conseguira mentir. O "presente" torna-se uma maldição. Mi Luna, a profetiza, e Jonatham Walfigan, um mortal perturbado e desiludido com o amor, estão ligados a semi-fada: "Hum... Há muitas coisas que não dizemos ou não fazemos por medo", cap. III/pág. 22.
        Samantha apaixona-se por um elfo chamado Thiago. O elfo teme perder seu amor por conta da profecia. Era também sente-se atraída por Thiago e deseja afastar o garoto de sua rival de corpo e mente. O casal batalha para ficar juntos. O "amor" é tema forte e marcante no romance "O Jardim das Rosas Negras". A narrativa gira em torno do Amor.

           O narrador conversa com o leitor como se lhe estivesse narrando um conto (de fadas). O romance é, por assim dizer, um conto de fadas. Sua narrativa lembra a dos contos. A linguagem é simples e, em certos momentos, didática com um pouco de influência do autor Lemony Snicket (Desventuras em Série).

4 comentários:

  1. Adorei, quero ler, é bem interessante seu livro!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Sèlene,
    A sinopse está bem interessante, você conseguiu pegar temas de certa forma "batidos" e dar uma roupagem original a eles.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Alexandre Lobão!! Muito obrigada pelo elogio!!

    ResponderExcluir
  4. Olá!! Muito boa essa sinopse, é daquelas que fazem a gente querer saber o que acontece depois e depois e deixa um gostinho de quero mais. Parabéns!!

    ResponderExcluir

FanPage Trilogia Annástria