Hair, O Musical - Brasil

"Segue, a multidão não vai parar, não vai
A vida é dentro de você, então abre as janelas e as portas e canta" - Hair.

   O musical da Broadway Hair é das peças teatrais mais lindas e impactante de todos os tempos. A nova montagem (brasileira) está maravilhosa. A montagem retrata o cenário cultura da Nova York nos anos 60, mostrando o movimento hippie que - em tempos da Guerra do Vietnã - pregava palavras de igualdade racial, sexual, cultural e pacifismo. Os tiros de canhões eram respondidos com flores e liberdade igualitária.  Hair sempre causou grande impacto devido as fortes mensagens que passa, dando um belo chacoalhão nos pilares do conservadorismo, do preconceito e da injustiça social. Com musicas maravilhosas, letras intensas, elenco cativante e cenário minimalista, independente da oposição (bando de babacas sem noção, na boa...), o musical conquista cada vez mais uma legião de fãs. 

 
    Um grupo hippie de Nova York celebra a entrada da Era de Aquário, que simbolizaria um novo tempo baseado na fraternidade universal e na razão, mais conhecido como "Tribo" lutam ativamente contra o preconceito racial, sexual e o alistamento para a Guerra do Vietnã. Os jovens questionam o conservadorismo norte-americano pregando a liberdade de expressão e o amor livre.  Nessa época, muitos jovens foram expulsos da escola por usarem cabelo comprido e apoiarem o movimento hippie, queimava-se RGs, chamadas para o exército... 
    Logo no início da peça, o personagem chamdo "Berger" interage com a platéia, se apresenta, fala um pouco sobre a sua cultura e convida a todos a participarem. A interação com a platéia ocorre em diversas cenas, com distribuição de panfletos (convite para um protesto) e flores. Essa interação com o publico reforça a mensagem de igualdade e amizade. Hair foi um dos musicais que abriu portas para melhor aceitação de um elenco composto de variadas etnias. 
    Em torno do musical há polêmica causada não só pela pedra jogada no teto de vidro do conservadorismo como também pela breve cena de nudes no final do primeiro ato, liberdade sexual e uso de drogas (a fim de buscar a transcendência espiritual; breve fuga do mundo real). A mensagem por traz do ato é mais menos assim: a sociedade conservadora choca-se com rapida cena de nudez (que dura  meros segundos), porém exalta a guerra... 
    O elenco conta com novatos e famosos veteranos como a atriz Kiara Sasso (A Bela e a Fera, A Noviça Rebelbe, Miss Saigon, Mamma Mia!, entre outros). A peça esta em exibição no Teatro Shopping Frei Caneca (sexto andar), São Paulo. 
  
                                         Vídeo do elenco brasileiro (atual): 

                                  

                                    Assista o vídeo no site You Tube.











  
     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FanPage Trilogia Annástria