Entrevista Blog Meu Mundo Literário




    Olá, pessoal! Sumi por um tempo, porém tenho minhas razões: estou com muitas matérias para estudar (faço faculdade de Letras na USP ) e essas últimas duas semanas precise fazer um intensivo, ou melhor... cismei que eu precisava fazer um intensivo. Ah, sim, andei pensando em algumas "dicas de escrita" para publicar aqui no blog, e também penso em postar resenhas e algo ligado ao que estudo na faculdade que acredito ser valioso material para escrita e interpretação de texto, porém preciso de tempo para planejar as postagens.

    Comecei parceria com o blog Meu Mundo Literário! Gostariam de ler a entrevista que dei para Larisse Marina, a proprietária do blog Meu Mundo Literário? Clique AQUI!!

Participe do PROMOÇÃO e concorra a um exemplar autografado do livro Annástria e o Príncipe dos Deuses. Clique em "promoção" para saber como participar!

"Em "Annástria e o Príncipe dos Deuses" , Annástria é considerada uma dimensão elevada, seus membros possuem contato próximo aos deuses. Dentro do contexto da estória, existem as dimensões consideradas principais, e as intermediárias (também chamadas de "colônias"). O poder é exercido pela Deusa Memória e pelo Deus Zolum, sendo que a Deusa é mais presente que seu parceiro. A irmã de Memória, Satine (deusa das trevas) é a Senhora do Submundo. O longo apogeu de Annástria é abalado quando Strauss, o segundo filho dos deuses, apaixona-se e casa com a humana Serenite. Roreck, o primogênito, é muito invejoso, impulsivo e vingativo. Ele alia-se a Satine para destruir Annástria e evitar que seu irmão assuma o poder. Sendo uma profecia, a única esperança de Annástria seria Darin, o filho de Strauss e Serenite. Os pais do garoto são assassinados, por pouco o bebê não morre. Quando nasceu, Darin tinha asas de anjo, porém Rock as corta. As penas representam a alma e a personalidade de Darin. Ainda segundo a profecia, as penas teriam que ser reunidas para que Darin possa salvar seu reino. Ele irá contar a ajuda de menina chamada Ímpar,que por alguma razão está ligada a ele. O livro I é o único da série a ter sua narrativa na terceira pessoa. A idéia é que os protagonistas começam muito imaturos, mal sabem o peso de sua missão, ainda são ingênuos e inseguros, portanto não estão preparados para narrar ou dar voz à história. "

Saiba mais sobre a TRILOGIA ANNÁSTRIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FanPage Trilogia Annástria